terça-feira, 1 de junho de 2010

FELIZ IDADE.

Foi realizado em Madrid o Primeiro
Congresso Internacional da felicidade,
e a conclusão dos congressistas foi que
a felicidade só é alcançada depois dos
40 anos.

Quem participou desse encontro?
Psicólogos, Sociólogos, Artistas de
Circo?
Não sei.
Mas gostei do resultado.

A maioria das pessoas, quando são
questionadas sobre o assunto, dizem:
Não existe felicidade, existem apenas
momentos felizes.

Era o que eu pensava quando habitava
a caverna dos 17 anos, para onde não
voltaria nem que me puxassem pelos
cabelos.

Adolescente é buzinado dia e noite:
tem que estudar para o vestibular,
aprender inglês, usar sempre camisinha
(e continuar usando), dizer não às drogas,
não beber quando dirigir, dar satisfação aos
pais, ler livros que não quer e administrar
dezenas de paixões fulminantes.

Não tem grana para ter o próprio canto,
costuma deprimir-se de segunda a sexta
e só diverte aos sábados, em locais onde
sempre tem fila.

É o apocalipse.

Felicidade, onde está você?
Aqui, na casa dos 40 e sua vizinhança.

Está certo que surgem umas ruguinhas,
umas mechas brancas e, a barriga
salienta-se, mas é um preço justo para
o que se ganha em troca.

Pense bem: depois dos 40 anos, você paga
do próprio bolso o que come e o que veste.
Vira-se no inglês, no francês, no italiano e no
iídiche, e ai de quem rir do seu sotaque.

Não tenta mais o suicídio quando um amor
não dá certo, enjoou do cheiro da maconha,
apaixonou-se por literatura, trocou sua
mochila hippie por uma de notebook e não
precisa de autorização de ninguém para
assistir ao canal da Playboy.

Talvez não tenha se tornado o bam-bam-bam
que sonhou um dia, mas reconhece o rosto que
vê no espelho, sabe de quem se trata e simpatiza
com o(a) cara.

Depois que cumprimos as missões impostas no
berço: ter uma profissão, casar e procriar,
passamos a ser livres, a escrever nossa própria
história, a valorizar nossas qualidades e ter um
certo carinho por nossos defeitos.

Somos os titulares de nossas decisões.
A juventude faz bem para a pele, mas nunca
salvou ninguém de ser careta.

A maturidade, sim, permite uma certa loucura.

Depois dos 40, conforme descobriram os participantes
daquele congresso curioso, estamos mais aptos a dizer
que infelicidade não existe, o que existe são momentos
infelizes.

Alguém discorda?

(autor desconhecido).

Obs: caso alguém saiba quem é o autor(a),
desse texto avise-me para que possa dar
os devidos créditos.

DIVULGANDO NOSSO BLOG: MARCIA e ANA

Será um prazer receber vcs amigos nesse mais
novo espaço meu e da amiga, Marcia.

http://amizaderealvirtual.blogspot.com/

45 comentários:

legalmente loira... disse...

oi ana,
parabéns pela linda conquista!!
eu fiquei muito feliz porque estive junto de você e me sinto junto da vitoria hehehehe so eu mesma rsrsr.
você merece...
lindo post...com um belissimo texto.
eu amo a boa idade e não discordo não.
vamos viver a vida...e ser feliz.
bjos com carinho..

gorettiguerreira disse...

Claro que tem todo fundamento esse texto. Depois dos 40 somos mais maduros e com menos tempo para ser infeliz por pouca coisinha.
Parabéns por retratar essa boa leitura.
Bjs Goretti

Fátima disse...

Taí Ana, infelicidade não existe mesmo, e sim momentos infelizes...
Gostei disso.

Beijinho.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá
Realmente, como tudo na vida passa, os momentos bons e os tristes, infelicidade não existe , só momentos infelizes, mas demoramos a descobrir isso.
Beijos

MEUS PENSAMENTOS disse...

oi mana !
queo chegar na iadade maravilhosa sorrindo a toa...
bjinhos meus !!!

ONG ALERTA disse...

Acredito que felicidade são momentos que buscamos em nossa vida, paz.
Beijo Lisette.

Suziley disse...

De fato, parece (pois ainda não cheguei lá, mas estou a caminho, falta pouco..hehe), a vida começa mesmo aos 40 anos. Interessante texto. Boa semana, beijos Ana ;)

Pérola disse...

Boa noiteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee rs.
Beijos amada.

Insana disse...

Desejo mil mil mil felicidades.

Bjs
Insana

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

Nascerá amor de todas as cores Para meu coração enfeitar E o perfume que sair de mim Com o do amor se confundirá E nunca mais ...por minhas faces... Deixarei lágrimas de dor rolar...


"Aut. Desconhecido''

AGRADEÇO SUA VISITA....BEIJOS...M@RIA

Nanda Assis disse...

linda homenagem a feliz idade.

bjosss...


...^ .. ^
_/ \ .. / \_
/ ___ __ _\
/ / @ \/ @ \ \
\ \___/\___/ /\
\____\/____/||
. / .... /\\\\\//
. | .... |\\\\\\
. \ ..... \\\\\\
.. \____/\\\\\
... _||_||_
.. -- --

Luciana disse...

Lindo e verdadeiro Ana.

Rejane-Enajer disse...

Apesar da decadência física e de outros problemas a mais da idade, eu acho que a maturidade nos presenteia com a capacidade de saber escolher e saber aproveitar o melhor da vida.
Este texto é dez!!
BJS

RETIRO do ÉDEN disse...

Quando há saúde familiar...acho que será assim tão linear...mas não havendo saúde em algum dos elementos familiares...vira uma confusão e os momentos felizes são fugazes. De tal maneira que recordamos a adolescência com saudade...pois não haviam preocupações/responsabilidades familiares.
Cada um é como cada um...cada caso é um caso...
Lindo texto reflectivo.
Abraço de agradecimento
Mer e família

Ava disse...

Que bom que se sente assim tão plena. Entrei também nos quarenta e parece-me uma boa idade para se conquistar alguns patamar que ainda me faltam, eheheh.
Belo texto e um bom dia para ti minha querida Ana.

Beijinhos doces, Ava.

Anita disse...

Que o teu dia seja maravilhoso, repleto de coisas boas, paz e alegrias!!!
Que Deus esteja sempre do teu lado, dando-te forças sempre para seguir bem mais adiante!!!

Fica bem. fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Viviana disse...

Olá Ana linda

Eu aqui tão perto e não dei por esse congresso...quando foi mesmo?

Não estou de forma alguma a duvidar.

Quanto ao texto, na parte que me toca, na verdade gosto mesmo de estar na casa dos "entas" - quer dizer, a apenas 6 meses dos setenta.

Esta caminhada está ser uma benção!

Nunca tive um tempo tão sereno e calmo quanto este...e tão meu!
Dou infinitas graças a Deus, creia.

Desejo-lhe um lindo dia, boa amiga

Um abraço

viviana

Everson Russo disse...

Muito bom ver essas pessoas tão experientes na vida,,,vivendo,,,se sentindo vivas....beijos de bom dia.

Valéria Sorohan disse...

Que bom saber que a recompensa um dia vai chegar.

BeijooO'

♥ Lady ♥ disse...

O tempo passa, e a vida deixa as marcas...
Aprendemos que mesmo com problemas, podemos ter momentos de felicidade.
Lindo post querida.
Parabés pela vitória.
Tenha um ótimo dia.
Com carinho, Lady.
Bj

vanderlei disse...

Oi menina tem um presentinho para vc no blog ok, coluna esquerda premios oferecidos, venha pega-lo, pois vc faz parte desses amigos(a) do coração, bjs
Vanderlei

Elzenir Apolinário disse...

Aninha, bom dia!!!Tem selino no blog p vc. Mil beijos!!!

ღ єиєι∂α ღ ●~ઇ‍ઉ~● disse...

Passando pra deixar meu carinho e o desejo de um otimo dia! beijinhos

selma disse...

Amiga,Boa tarde, espero você para o nosso cházinho...tá quentinho,viu....heheLindo dia!Beijos

Keli Wolinger disse...

Maturidade emocional....
Olá Ana,

Tantos casos inconstantes, devaneios, amores e estabilidade.
Tudo fica melhor depois das tempestades.

Tudo fico bem.

Abraços e parabéns,

Keli

Mauro S disse...

Oi Ana, que linda postagem esta, ficaria lendo mais se tivesse mais texto, e já passei dos 40, mas mas mas...
Beijos, adorei teu post, Mauro

Marcia disse...

Estou nos 38 e sinto que a felicidade está em mim...dentro de mim...nos momentos que vivo...e não está em um bem material ou em casar, ou em ganhar na mega sena...essas coisas vão lhe proporcionar momentos de felicidade, mas não vão lhe dar a felicidade para sempre...
Creio que cada um deva perceber que a felicidade mora dentro de cada um...basta reconhecê-la...
Lindo texto amiga...
Tenha uma linda tarde....gelada rrrrrrrrrr....essa nossa cidade...o friozinho...
Bjs amiga querida...Saudades de vc...

gabyshiffer disse...

A vida começa aos quarenta...rsrs
Boa Quarta pra vc amiga
beijos

Maria disse...

Amiga, adorei ler e concordo plenamente, não existem vidas felizes e infelizes, existem sim momentos de felicidade e de infelicidade.
Penso que realmente com o avançar da idade, aprendemos a ver a vida com outros olhos e a apreciar cada dia que passa vivendo com mais intensidade.

"Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho."
Mahatma Gandhi

Bjs do tamanho do infinito
Maria

Tata disse...

Oi,
passando para agradecer sua visita sempre carinhosa e desejar uma boa Tarde!
bjinhos

JR disse...

Concordo com tudo que foi dito aqui e apenas acrescento que no meu caso ,após 35 anos de lutas ,continuo em estilo hipposa,(agora uma hippy idosa) pegando minha mochila e saindo pelo mundo ,em busca de aventuras que hoje me tragam mais conhecimentos.
Tenho tido grandes momentos de felicidade e as vezes dou de cara com a infelicidade ,mas logo dou um até breve para ela ,pois digo que já terminei meu ciclo com esta amiga que muito contribuiu para o meu melhoramento interior.
Tambem gostei muito do texto sobre TPM,não muda ,muito da MENO....
Parabens amigas , voces são de mais por andarem juntas a nós PELOS CAMINHOS DA VIDA ...
beijuuuuuuuuuuu

"Cantinho Poético" disse...

"A verdadeira essência das coisas, só o coração pode
ver, com a sensível alma que o faz viver. Quando a
alma, retorna a sua origem divina, o coração para de bater. Somente a alma sobrevive no plano divino,
aguardando um novo alvorecer."

''Elias Akhenaton''

Boa Noite e beijos meus...M@ria

Mônica disse...

Sabe que é verdade?
Mas a mamãe não gosta de jeito nenhum de participar de passeio da terceira idade.
Diz que os velhos ficam fazendo caçoada.
Ela gosta de ir com jovens
com carinho Monica

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Há um livro de Rubem Alves
que trata deste tema,
de modo perfeito,
pois nos lembra
os ensinamentos da vida
que nos fazem retornar a
nossa essência,
e ao nosso real sentido
nesta vida.

Que haja sempre em
teu coração espaço
para os sonhos.

lis disse...

Todas as idades são bonitas e felizes.
Se são só momentos , nao importa, que sejam muitos.

Estive no outro blog, vou seguir.Depois volto pralinkare visitar com calma.
abraços

Amor feito Poesia disse...

"Quem não é capaz de entender o silêncio de um
amigo também nunca há de compreender suas palavras.
Escutar é muito mais difícil do que falar e olhar."

Piet Van Breemen


BOM FDS.....Beijos & Flores!! M@ria

Majoli disse...

Ana querida, estou voltando, não consegui ficar longe de vocês....eu amo essa blogosfera.

Obrigada por teu carinho.
Beijos no coração e bom feriado.

*Teresa Cristina* disse...

Ihh...falta 4 anos colhendo repolho pra chegar lá.....mas enquanto não chega vou procurar fazer de cada da um momento inesquecivel
Bjss

Ivana Marisa Altafin disse...

Oi Ana,
Eu concordo plenamente com essa conclusão, viva a FELICIDADE!!!!!!!!!!!!!Bjs

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom feriado pra ti.

orvalho do ceu disse...

Olá, amigos
É bem verdade o que falam no final... só se percebe isso quando "o cabelo vai ficando grisalho... as rugas vão se insinuando"... etc...
Felicidade é receber do Divino o Dom da Vida e saboreá-la a cada dia como a gente souber...
É só aproveitar os detalhes do cotidiano e a "rede" da ALEGRIA se forma...
Bjs

ONG ALERTA disse...

É estar bem em cada uma delas...paz.
Beijo Lisette

Pedro Ferreira disse...

Amiga Ana,

Tarde mas ainda a tempo.
O calor e o bom tempo afasta-me de casa.
Tenho que aproveitar o sol que me vai beijando a pele e a torna mais bonita.

Não há idades para se ser feliz ou infeliz, eu fui as duas coisas durante toda a minha vida. Desde a infância até agora, hoje.

Há fases melhores e fases menos boas, o que é preciso é encarar, enfrentar, curar as feridas e seguir tentado sempre pensar que temos direito à felicidade e seremos.
Sem dúvida somos ....

Beijos

Na casa do Rau

Fátima disse...

Ai de quem discordar, não é!!!!
Ótimo esse texto.

Ótimo feriadão em boa companhia.
Beijinho.

carmen disse...

E eu, chegando aos sessenta, pensou??? Haja felicidade!!! rsrsrs

Ainda bem que faltam 3 anos... mas serve de consolo e, realmente, não ligamos mais para tantos "tem que", ficamos mais livres para viver, já que não corremos mais o tempo todo atrás de coisas inatingíveis...

Aprendemos, enfim, a viver o hoje, sem tantas cobranças dos outros e de nós mesmas, e a sermos felizes com o que temos...

bjs