domingo, 13 de junho de 2010

TESTAMENTO DE UMA IDOSA COM ALZHEIMER.

Junto com meu testamento,
no qual lego a meus filhos e
amigos a minha vontade de
viver e meu amor a Deus e a
toda a criação, faço um pedido:

Se, por ventura, no meu cérebro
a senilidade penetrar sorrateiramente,
a demência se infiltrar inesperadamente
e o esquecimento, a falta de lucidez e a
confusão se instalarem, por favor,
lembrem que eventualmente, ainda tenho
uma vaga idéia de minha identidade;

Gosto de ser chamada
pelo meu nome, aquele
que meus pais me deram;

Posso ainda saber onde
estou e com quem estou;

Posso estar gostando ou não
de onde estou e com quem estou;

Faço ainda questão de usar
aquele tipo de sapato que
toda a minha vida usei;

Gosto ainda de usar a roupa
ao estilo que sempre preferi;
a roupa dos outros colocada em
mim me entristece;

A falta de atenção em me ajudar
na higiene pessoal me traz ansiedade.

A comida de um estilo que não conheço
não me apetece;

As fraldas de vez em quando me
incomodam e me deixam envergonhada.

Gostaria, às vezes, de caminhar para
espairecer e ver a natureza.

Receber uma palavrinha me faz
lembrar que sou gente;

Receber visitas me faz lembrar que
sou importante, receber um abraço
e um beijo me diz que alguém ainda
tem afeto por mim.

A falta de sono não é proposital,
nem intencional;

A falta de interesse está além do
meu controle; minha falta de jeito
é inexplicável para mim mesma;

O esquecimento me deixa
traumatizada;

Tenho dores que às vezes
não posso contar.

Nem sempre o que me fazem
fazer é o que eu gostaria de
estar fazendo.

Meu olhar vago não reflete
o que sinto.

E se não dou um abraço é porque
os meus braços não me obedecem
mais; se não dou um beijo é porque
meus lábios não sabem mais o que fazer.

Se não te digo que valorizo sua dedicação
e seu amor é porque a ponte se partiu e
perdi o caminho que me levaria a
compartilhar meus sentimentos com você...

Ass: "Um ser humano que Envelhece"


(Lilian Alicke).


BLOGS INDICADOS DE HOJE SÃO:

Da minha amiga Isa:

http://isa-momentosmeus.blogspot.com/

Do meu amigo Carlos:

http://gvpoeta.blogspot.com


AMIGOS:

Tem homenagem para a amiga, Irlene no Mundo dos Blogs:

http://amizaderealvirtual.blogspot.com/

Conto com a presença de vcs.

Esse blog foi criado pela amiga, Marcia
e sou uma das colaboradoras, o intuito dele
é homenagear as pessoas.

44 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá,
Seu post me fez lacrimejar... todos vamos passar por isso ou pelo menos almejamos envelhecer e bem.
As mãos de um idoso (a) me refletem na alma sua grandeza... olhei para as minhas e repenso minha vida... Há muto o que fazer e amar.
Bjs e ótimo Domingo

Wanderley Elian Lima disse...

Mais uma bela mensagem cheia de ensinamentos e reflexões.
Bjs

Por toda minha Vida disse...

Parabéns pelo lindo texto, pelo respeito ao que um dia vamos nos tornar idosos, só que as vezes nos esquecemos.
Obrigada pela visita volte sempre que quiser para me visitar.
Ótima semana.

Renata

Mari disse...

Oi Ana,

Que lindo e emocionante seu post.
E saber que deve ser assim mesmo...
é para gente ler e não esquecer nunca mais!
Bom domingo.
Beijos

Everson Russo disse...

Nossa,,,,muito emocionante o texto,,,,,beijos de otima semana.

Branca disse...

Fiquei emocionada agora;
o fim é o mesmo pra todos, estando ou não doentes, em algum momento de nossa velhice vamos precisar do cuidado de alguém, do carinho de alguém, sempre presente, por isso, plantemos bons sentimentos a todos que nos rodeiam, porque são esses sentimentos que colheremos mais tarde.

Bom domingo amiga!
Bjo carinhoso.

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA ANA, MAIS UM TEXTO QUE ME TOCOU O CORAÇÃO... ABRAÇO-TE COM CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

• déia musso • disse...

chorei amiga

saudades !!!!

ótimo domingo

bzoo

gorettiguerreira disse...

Como seria bom que seu texto circulasse em cada coração e passasse o querer dessa linda "Senhora" minha amiga.
Cuido de idosos desde muito e nesses últimos três anos dedico-me a uma Senhora Alzheimer. Eu comprovei cada palavra desse texto no olhar de minha "Meninoa" é como eu a chamo. Chorei de tanta emoção por alguém tentar passar ainda por uma fresta de lucidez, um testemunho comovente e tão real.
Obrigada por seu Post. Vou levando em meu coração e repassando pelos canais que temos por aqui.
Beijos de luz:
Goretti Albuquerque

Insana disse...

O futuro é algo que tenho medo.

bjs
Insana

AFRICA EM POESIA disse...

Ana
Lindo o que eu li...


Venho deixar um pouco de alegria com a minha fruteira
Um beijo




CESTINHA

Cestinha da fruta...
De metal e asas largas....
Cestinha linda...
Que tão bem cheiras...
E o teu aroma...
Espalha-se pela casa toda...


Porque aqui nesta cestinha...


Eu encontrei...
O meu lindo abacate...
Verde e elegante...
A Dona manga bem madurinha...
Fica toda vaidosa...


Depois, dois lindos maracujás...
Muito roxos... fazem companhia...
E tu Ginguenga...
Vermelha e oval...


És apenas o contraste...


E a fruteira...
Tem também...
Duas lindas goiabas...
Doces...
E com um cheirinho...
Que se junta aos outros...
E se estende pela sala...

E tu...Fruteira...

Continuas a deliciar...
Com os teus cajús...
E castanhas de estalar ...



LILI LARANJO

Isa disse...

Chorei,sabe?! A decadência psicológica é tão triste.
Belo texto,minha querida! E ñ se preocupe tudo o que é belo ou preocupante me faz chorar.....
Beijoca.
isa.

Zé Carlos disse...

Obrigado pelas suas palavras no meu blog, querida.

Seu post também é muito emocionante.

Beijão do teu amigo, ZC

Mariana disse...

Um texto que sempre dever estar presente para a maioria q despreza os idosos.

ღPat.ღ disse...

Este texto me fez chorar...

És minha conterrânea?

beijo.

cantinho she disse...

Oi querida Ana, confesso que esse é um assunto que mexe demais comigo, pois os meus avós paternos morreram com as complicações do Alzheimer. E essa doença é triste demais e muitas foram as vezes que sentada ao lado deles observava aquele olhar perdido e acabava eu me perdendo em meus pensamentos sobre a doença, sobre a possibilidade deles sentirem alguma coisa, sobre a possibilidade tb deles não entenderem o que acontecia e mesmo num silêncio absurdo de emoções podiam desejar gritar, falar, chorar e pedir socorro, mas não tinham mais condições de fazer... nossa é muito triste... MUITO TRISTE!
Beijinhos...

Ricardo Calmon disse...

Viver para servir e solidário ser,sensações inarraveis ao dormir e acordar sentimos,não é verdade,amada amiga fraterna???

viva la vidaaaaaaaaaaaaaaaa

carmen disse...

Ana:

Que post mais lindo sobre o envelhecer, sobre o Alzheimer...

Eu, como enfermeira, achei que descreve bem o que uma pessoa idosa pensa e sente sobre a sua nova condição de vida...

Parabéns!!!

bjs

Fernanda disse...

Querida Ana,

Impossível não ficar com a lágrima no olho!
Sabe que não tenho mais meus pais e que me doi imenso a sua falta.
Infelizmente a maior parte dos idosos são tratados como cacos velhos, sem respeito, sem dignidade alguma.
Este poema lembra lindamente como se sentem , como nos senteremos um dia.

Obrigada por partilhar este momento lindo.

beijinhos

Na casa do Rau

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Lindo mas muito,muito triste...traz à nossa mente tudo aquilo a que todos nós estamos sujeitos!!!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

Lilá(s) disse...

Fiquei de coração apertadinho...muito emocionante.
Bjs

Valéria Sorohan disse...

Suas postagens sempre me emocionam, dizem verdades, relatam meus medos.


BeijooO'

neli araujo disse...

Ana querida,

Fiquei muito tocada com este post!

Deu um nó na garganta ao pensar nos meus queridos em situações semelhantes!

Boa semana, amiga!

beijo carinhoso,

neli

Maria José disse...

Ana. Que emoção ao ler esse texto. Mais nada a comentar. Beijos, amiga, e tenha uma linda semana.

Eliane disse...

Olá amiga Ana!
Que texto respeitoso em relação ao envelhecer!Muito bom!
Beijos!

Flavio Ferrari disse...

Triste ... e eu estou vivendo algo parecido com uma pessoa muito próxima ... é dificil.

ONG ALERTA disse...

Sim apenas continuar a viver...paz.
Beijo Lisette

Sonia Schmorantz disse...

Não há o que comentar, esta mensagem é maravilhosa...
beijos, linda semana

Marcia disse...

Amiga...agora estou em lágrimas...mas volto e comento mais tarde...lembrei de minha mãe...
Linda noite e uma semana repleta de vitórias...Adoro vc...
Bjs carinhosos...e obrigada pelo seu carinho sempre comigo...

Marcia disse...

...

RETIRO do ÉDEN disse...

Há certas doenças que se instalam no ser humano derivadas da vida, em si muito tumultuosa. Tanta informação ao mesmo tempo, tanta medicação nova que, para tratar algo, fomenta outra(s) doença(s). Também a duração de vida é mais longa e, por outro lado, perdemos muita qualidade de vida.
Por mais que apregoem que temos qualidade de vida...pouco ou nada consigo observar nesse sentido.
Cada vez mais alteram medicamentos que, antigamente, faziam "só bem", mas como não davam "lucros fabulosos" às empresas farmacêuticas, foram retirados do mercado e inventaram outros tantos, com um extenso rol de contra-indicações...que são autênticos atentados à saúde em geral e, à mente, em particular. Isto é o que eu penso, sinto e pressinto.
A realidade excelentemente estampada neste belo texto.
Forte abraço
Mer

M. Nilza disse...

Fato sério e real! Acho que todos esquecemos de que um dia seremos um idoso! Pq será que pensamos que aquilo que vemos no outro, jamais acontecerá conosco?
O Homem tem muitas dificuldades em perceber a verdade!!

Beijos e boa semana

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Bom diaaaaaaaaaaaa!
Vim te desejar um belo
início de semana...

Bijoss fica com Deus!

Anne Lieri disse...

Aninha,linda essa poesia dedicada aos idosos com alzheimer,uma doença muito triste e que afeta muitas pessoas.Adorei e me sensibilizei muito!Bjs e boa semana,

IT disse...

Minha amiga querida, ainda ontém visitei uma amiga idosa com essa enfermidade. Conversamos muito,quer saber mesmo! fui visitar e, sair de lá visitada.Por incrível que pareça! achei bem, apesar do leve alzheimer que tem.Infelizmente são infermidades que muitos terão na velhice, essa ou outra,Certamente
Postagem para reflexão.

Abração! e muito obrigada por tudo.

Multiolhares disse...

Quantos idosos são sujeitos a a falta de amor, atenção, cuida-se deles como coisas, é muito triste
beijinhos

Gislene disse...

ANA,
BEIJOS PRA VC!
GI.

Mauro S disse...

Oi Ana, boa tarde!
Dá vontade até de chorar (não chorei) porque lembro de alguém assim, alguém que passou por isto, por algumas coisas, e que seguiu sua estrada, meu pai em seus últimos momentos.
A velhice vem para todos nós, tomara que eu, que os meus próximos, não passem por isto, sejam fortes e cheio de saúde.
Beijos, Mauro

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Passando p'ra conferir a tua poesia.


Bjoooooooo

Isa disse...

Nem disse obrigada a você,minha Amiga!
Mil desculpas...
Beijo.
isa.

Canduxa disse...

Ana,

Um testamento que todos deveriam fazer para lembrar que, apesar da doença, ainda são seres humanos.
Uma partilha enriquecedora...nunca é demais chamar atenção para estas situações.

beijinhos

Carmem L Vilanova disse...

Aninha linda!
Que lindo texto, que linda reflexão de um ser humano que envelhece, como todos nós, a cada dia!
Faz-nos lembrar que respeito, compreensão e amor ainda são os melhores remédios para todas as enfermidades!
Obrigada por compartilhar conosco, amiga!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Rô Trindade disse...

Amiga... fiquei emocionada... tenho meus pais com + de 80 anos e também penso em mim amanhã.
Amor incondicional, este é o remédio.
Beijos e sucesso.

Anônimo disse...

Importante lembrar que esta compreenção deveria fazer parte presente em nosso dia a dia.