quarta-feira, 27 de agosto de 2008

SOU UM AUTOR DESCONHECIDO.

Sou um autor desconhecido sim, quando nas manhãs
onde todos dormem, estou aqui, colocando meus pensamentos
em palavras, expondo minhas dores e minhas vivências
muitas vezes como ferida ainda aberta.


Sou um autor desconhecido quando acordo no meio da noite
com uma idéia e corro pra anotar para que amanhã isso não
fique esquecido.


Sou ainda um autor desconhecido quando passeio por blogs
e sites e reconheço minhas palavras, meus sentimentos e
posso dizer o que senti no exato momento em que aquele
meu filho foi gerado e veio ao mundo, mas não me vejo.

Sou um autor desconhecido quando choro sozinha, quando
preciso brigar pra dizer que é meu o que não teria nascido
se não fosse eu, porque as palavras não nascem do nada e
cada texto, cada poema é coisa única.


Sou autor desconhecido quando acham que o que escrevi é
tão bonito que uma simples mortal não teria escrito e então
atribuem a autoria a alguém que todos já conhecem.


Sou autor desconhecido quando meus filhos se perdem de
mim, quando são "adotados" por pessoas que gostariam de
tê-los gerado.


Sou ainda, autor desconhecido quando, cansada, baixo os
braços e me pergunto se vale a pena lutar se de qualquer
maneira amanhã tudo recomeça.


Mas... desconhecida ou reconhecida, não desisto.
Meus pedaços de mim espalhados por aí são e sempre serão
pedaços de mim, que eu reconheço, que quem me conhece,
reconhece, que eu abrigo e que ninguém pode tirar de mim.


(Letícia Thompson)

15 comentários:

Zé Carlos disse...

Olá Aninha querida, começou bem o dia com um post maravilhoso.
Sabe de uma coisa ? Estou sentindo falta de você... Vc quase não aparece... Vou te esperar hoje OK?
beijão do Zé Carlos

mOnI disse...

Autores desconhecidos ou anonimos? eis a questão! beijos

Claudia Goulart disse...

Espero que ele/ela fique bem.
Sempre valerá a pena tentar mais uma vez.
Sempre valerá a pena viver, apesar do sofrimento, apesar das decepções.

...
Ontem me diverti com meu novo post.
bjs

FLOR disse...

Bom dia
Quem assim se expressa,sente, e diz, dá grande alento a poetas desconhecidos. que do "poema" já fazem a sua paixão! ...

Beijinhos

O Profeta disse...

És uma maravilhosa autora desconhecida...


Doce beijo

Desarranjo Sintético disse...

Linda poesia!

Desconhecido de muitos, conhecido de si mesmo, o que importa é o auto-conhecimento!

Bjoks!

bete pereira da silva disse...

Quando eu era mocinha e não existia internet, eu tinha mania de escrever poesias e dar para as outras meninas. Era muito engraçado (na época eu não achava) quando uma poesia minha voltava pra mim, atribuída a uma outra moça, geralmente alguma moça mais famosa do que eu na escola. Aí eu falava que a poesia era minha, e todas me olhavam com cara de desprezo e pena.

Diva disse...

Repita. tente outra vez. Tudo vale a pena.
Bjs meus

Menina do Rio disse...

Intenso! E somos!
Um beijo

Liz / Falando de tudo! disse...

adorei!
sempre vale àa pena lutar sim! por que a vida esta aqui pra vivermos!
ta linda essa imagem...

Dois Rios disse...

Autores injustiçados, eu diria!

O pior é quando trocam o nome desses "autores desconhecidos" por um de renome só para dá mais "credibilidade" ao texto.

Beijos, querida Ana!
(descobri o seu nome!... lindo por sinal!)

Inês

Essência de amor disse...

Quem diria q Lhetícia Tomphsom em certos momentos poderia se achar uma desconhecida?
Há momentos q além de desconhecida me sinto anônima, mas uma força maior me impele a escrever + e +.
Já te passei meu cantinho no Recanto das Letras?

Divulgue sua página de autor:
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/faduar

Tenha uma linda noite de estrelas e luar...bjão da f@

Mello disse...

Olá!

"Sou um autor desconhecido quando acordo no meio da noite
com uma idéia e corro pra anotar para que amanhã isso não
fique esquecido."

Identifico-me com o poema, sobretudo com esta parte...

Mais uma vez e sem querer ser repetitiva, Lindo poema...

Beijinhos,

Graça Mello

Olhos de mel disse...

Lindo demais! Desconhecidos, ou não vão espalhando por todos os lados, carinhos e emoção.
Beijos

Monique Lôbo disse...

cho uma injustiça quando atribuem textos de autores desconhecidos a outros autores ja famosos. SEmpre que leio um poema,ou texto de um autor desconhecido fico com aquele sentimento de curiosidade,será que foi uma mulher ou um homem que escreveu?O nome por mais que só seja um nome, e você desconheça o dono desse nome, te dá uma vaga idéia de quem possa ser,foraque com o nome vc pode pesquisar sobre a pessoa,outros textos dela,etc.
Mas o melhor é que mesmo com tudo isso eles não deixam de escrever textos lindos,mesmo não sendo econhecidos por isso!
Adorei post!!