sexta-feira, 22 de agosto de 2008

A GRANDEZA DO SILÊNCIO.

O silêncio é doçura:
Quando não respondes às ofensas,
Quando não reclamas os teus direitos,
Quando deixas a Deus a defesa da tua honra.

O silêncio é misericórdia:
Quando te calas diante das faltas de teus irmãos,
Quando perdoas sem remoer o passado,
Quando não condenas, mas intercede em segredo.

O silêncio é paciência:
Quando sofres sem te lamentares,
Quando não procuras consolação junto aos homens,
Quando não intervéns esperando que a semente,
germine lentamente.

O silêncio é humildade:
Quando te apagas para deixar aparecer teu irmão,
Quando, na discrição, revelas dons de Deus,
Quando suportas que tuas ações sejam mal,
interpretadas,
Quando deixas os outros a glória da obra,
inacabada.

O silêncio é fé:
Quando te apagas, sabendo que é ele quem age,
Quando renincias às vozes do mundo para,
permanecer na Sua presença...
Quando te basta que só Ele te compreenda.

(autor desconhecido)

19 comentários:

Mello disse...

Olá!

Linda poema, muito profundo!
O silêncio implica uma forte auto-estima...

Beijinhos,


Graça Mello

Carol disse...

"O silêncio é um amigo que nunca trai." (Confúcio)

Bjão e Bom Dia!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, belíssimo poema!
Desejo-te um bom fim de semana...Beijinhos de carinho,
Fernandinha

mOnI disse...

preciso a aprender mais c meu silencio! beijos

Andreia disse...

Silêncio...

Para mim é das palavras mais difíceis de descrever.
É impressionante como existem pessoas que descrevem o silêncio como o vazio ou ausência de som.
O silêncio é muito mais... Tão mais...

Foi um prazer conhecer este cantinho :)

Claudia Goulart disse...

Parece que foi escrito para mim.

Obrigada pelo comentário no meu blog.
bjs

Olhos de Mel disse...

Oie linda! Poxa, fiquei encantada com o poema. É lindo, doce, terno... E em silêncio, li e em reflexão fiquei...
Bom fim de semana! Beijos

Monique Lôbo disse...

Esse poema no momento me cai como uma luva.Eu agora mais do que nunca estou aprendendo o valor do silencio!!
Lindo post!!

Bjussss

daniel disse...

Pelos caminhos da vida

Curiosmente, há muita eloquencia no texto. Da facto o silêncio pode funcionar como humildade, para deixar outros brilhar, mas também de oiro, para desprezar alguém.
De qualquer modo. a melhor opção será sempre o silêncio.
Daniel

Mary West disse...

Oh sim, calar nas horas certas sempre será muito bem vindo

O Profeta disse...

Fabuloso!...


Uma rosa breve
Uma hortênsia de alva cor
A terra molhada pelo sereno
Nos celeste paira um Açor

A madeira verde, a dança do fogo
O embalo do loureiro no vento, o alecrim
Um ribeiro de inquietas águas
Levam o perfume das mágoas em viagem sem fim


Convido-te a sentir a minha paleta de aromas


Mágico beijo

sweet as hell disse...

Depois de ler eu fiquei em silencio.
Acho que o silencio é o melhor som ;)
lindo poema.

bjO

Multiolhares disse...

não é facil esse comportamento, mas é o caminho correcto

beijos

M. Nilza disse...

Costumo dizer que é meu amigo íntimo e número um. Adoro escrever sobre esse barulhinho que ouvimos quando estamos neste estado: silêncio absoluto...

Beijos

M. Nilza disse...

Costumo dizer que é meu amigo íntimo e número um. Adoro escrever sobre esse barulhinho que ouvimos quando estamos neste estado: silêncio absoluto...

Beijos

Ailime disse...

Grandes reflexões, em que a palavra "Silêncio" toma aqui grande relevo.
O silêncio é muito importante para mim, não posso viver sem ele, mas que ainda tenho um longo "silêncio" a percorrer, lá isso tenho!
Bem-hajas pela partilha!
Beijinhos.

Viviana disse...

Olá,

Apreciei muito este poema.

Quanta verdade encerra!

Creio que precisamos muito de o aplicar á nossa vida prática.

Acha que eu o "posso levar" para o apresentar aos meus amigos no meu blogue?

Gostava tanto que eles o pudessem ler!

Obrigada

Um beijo

Viviana

Alice disse...

Oi minha linda.... estou em silencio diante de suas lindas palavras !!


mil bjkas pra vc

Andreia do Flautim disse...

Obrigada pela visita, volta sempre!