quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

QUASE.




Ainda pior que a convicção do não,
e a incerteza do talvez, é a desilusão
de um Quase!

É o Quase que me incomoda, que me
entristece, que me mata, trazendo tudo
o que poderia ter sido e não foi.

Quem Quase ganhou,
Ainda joga!

Quem Quase passou,
Ainda estuda!

Quem Quase amou,
Não amou!

Basta pensar nas oportunidades que
escaparam pelos dedos, nas chances
que se perderam por medo, nas idéias
que nunca saíram do papel, por essa
maldita mania de viver no Outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva
a escolher uma vida morna.
A resposta eu sei de cor, está estampada
na distância e na frieza dos sorrisos, na
frouxidão dos abraços, na indiferença de
um bom dia Quase que sussurrado.

Sobra covardia e falta coragem até para
ser feliz. A paixão queima! O amor
enlouquece! O desejo trai!

Talvez esses fossem bons motivos para
decidir entre a alegria e a dor. Mas não são.

Se a virtude estivesse mesmo no meio-termo...
O mar não teria ondas!
Os dias não seriam nublados!
O arco-íris em tons de cinza!

O nada não ilumina...
Não inspira...
Não aflige...
Não acalma...
Apenas amplia o vazio que cada um traz
dentro de si.

Preferir a derrota prévia à dúvida da
vitória é desperdiçar a oportunidade
de merecer.

Para os erros,
Perdão!

Para os fracassos,
Chance!

Para os amores impossíveis,
Tempo!

De nada adianta cercar um coração
vazio ou economizar alma.

Um romance cujo fim é instantâneo ou
indolor, não é romance.

Não deixe,
que a saudade sufoque,
que a rotina acomode,
que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em ti.
Gaste mais horas,
Realizando que sonhando...
Fazendo que planejando...
Vivendo que esperando...

Porque, embora quem Quase morreu
esteja vivo, quem Quase vive já morreu.


(Sarah Westphal).

Fonte da imagem:

http://www.google.com.br


PARABÉNS SÃO PAULO!!!

16 comentários:

Eneida Freire disse...

Não gosto do quase.
Pra mim é tudo ou nada.
O mais ou menos não me adianta!
Adorei o texto!
Beijo!

Néia Lambert disse...

O quase não tem o sabor do vivido, seja ele bom ou ruim.

Beijos

marcela disse...

Esse poema é um hino de verdade e beleza. impossível não se emocionar.
bjos

Tatiana Moreira disse...

Ei Ana!
Tudo bem? Espero que sim!
Eu acho esse texto maravilhoso... Pois o quase, geralmente é o que deixamos de vivenciar por medo ou receio.
Dias de muito amor para você!
Beijos

AvoGI disse...

tens toda a razão minha doce amiga. o "quase" é uma incerteza. é como o "quase que te amo" isto nao tem valor
kis .=(

Mônica disse...

Este poema me dá um medo. Será que também sou quase?
Parabens para os paulistas.
com amizade e carinho de Monica

Adriana Vargas disse...

Olá,

Venho lhe convidar a prestigiar o nosso post de hj, sobre as vitórias de alguns de nossos autores

http://clubnovosautores.blogspot.com/2012/01/novidades-do-cna.html

GRAÇAS A VOCÊS, estamos realizando os nossos sonhos!

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo o texto. Devemos sempre ir em buscas das conquistas, dos sonhos.Beijos

isa disse...

Curiosamente sou tudo ou nada!
O "quase" aponta para o incerto,ñ é mesmo?
Beijo.
isa.

Anne Lieri disse...

Aninha,uma msg muito bem escolhida!Sempre profundas reflexoes por aqui!Muito lindo!bjs,

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

passando para deixar um beijo!

Rosane Marega disse...

Que texto mais fofo minha linda.
Adorei!
E quem foi que disse que eu esqueci você?
Não tem como te esquecer, porque é querida demais viu.
Posso até não conseguir tempo para vir aqui como eu gostaria, mas esquece-la, impossivel, ja mora em meu coração.
BeijossSSSSSSS no coração

Fernanda disse...

É verdade Ana,
O "quase" é ainda pior que o "mas", mas ambos são barreiras para a plenitude, em tudo.

Beijinho

Maria José Rezende disse...

Olá amiga Ana. O "quase" não é nada. Adorei o texto.
Abri um novo blog com pensamentos curtos. Vá lá e dê uma olhadinha e se gostar, fique mais um tempinho. www.mimosdoarca.blogspot.com.
Beijos.

Toninhobira disse...

Bela postagem amiga com estimulo perfeito.Quase caçar um passaro ou pescar um peixe não faz um assado.
Saudade daqui.Meu carinhoso abraço.Bju

Viviana disse...

Querida Ana linda

É sem dúvida, interessante.

O meu abraço

viviana