domingo, 22 de janeiro de 2012

A BOCA CALA, O CORPO FALA.




E muitas vezes:

O Resfriado pega quando o
corpo não chora.

A Dor de Garganta aumenta
quando não é possível comunicar
as aflições.

O Estômago arde quando as raivas
não conseguem sair.

O Diabetes engorda quando a
solidão dói.

O Corpo engorda quando a
insatisfação aperta.

A Dor de Cabeça enlouquece quando
as dúvidas aumentam.

O Coração desiste quando o sentido
da vida parece terminar.

A Alergia aparece quando o perfeccionismo
fica intolerável.

As Unhas quebram quando as defesas
ficam ameaçadas.

O Peito aperta quando o orgulho escraviza.

A Pressão sobe quando o medo aprisiona.

As Neuroses paralisam quando a "Criança
interna" tiraniza.

A Febre aumenta quando as defesas detonam
as fronteiras da imunidade.

Mas, cuidado!
Escolha o que falar, com quem, onde, quando
e como!

Crianças é que contam tudo, para todos, a
qualquer hora, de qualquer forma.
Passar relatório é ingenuidade.

Escolha alguém com quem possa organizar
as idéias, harmonizar as sensações e recuperar
a alegria.

Todos precisam de um ouvinte interessado.
E se você não tem para quem falar, escreva.

E lembre, depende principalmente do nosso
esforço pessoal fazer acontecer as mudanças
na vida.

O PLANTIO É LIVRE, A COLHEITA,
OBRIGATÓRIA!

Preste atenção aos sinais de seu corpo.


(desconheço autoria).

Obs: caso alguém saiba quem é o autor(a),
desse texto avise-me para que possa dar os
devidos créditos.

Fonte da imagem:

http://www.google.com.br

20 comentários:

Majoli disse...

OI Ana querida, não sei quem é o autor, mas de grande sabedoria e reflexão essas palavras.

Eu já "dancei" tanto em minha vida, por agir como criança, querer contar tudo pra todo mundo...agora tenho procurado ser mais sensata.
É preferível, muitas vezes, guardar cá dentro do peito e não dividir com ninguém.

Infelizmente as pessoas estão cada dia menos confiáveis.

Beijos com carinho.

Martinha disse...

Que texto bonito! Não há dúvida que da linguagem do corpo é muito importante! ;)
Beijo *

Nádia disse...

Oi Dona Ana.
Visitei seu blog e está de parabéns, tudo muito lindo e caprichoso sem contar os prêmios entre os melhores blogs.

Beijos,

Eliane disse...

Esse texto é muito interessante e verdadeiro!Quando não conseguimos expressar nossas emoções elas vão procurar saída em algum lugar do nosso corpo.
Boa semana,amiga!
Beijos!

Graça Pereira disse...

Querida Amiga
É o que eu faço: quando não tenho um ouvinte ao lado, escrevo, escrevo e a tranquilidade volta a mim!
Nem tudo se deve dizer e temos de saber bem a quem o dizemos. Conselhos sábios.
Beijo e boa semana.
Graça

Roberta Bortoluzzi disse...

Oi amiga, adoro teu blog sempre tem coisas lindas por aqui,estou aqui também para informar o novo endereço do meu blog, para você não deixar de me visitar , já que para a mim a sua visita é tudo de bom,beijokas...
http://titacarre.com
http://agulhaetricot.com
http://titacarre.elo7.com.br visite minha loja tb e deixe sua opinião sobre meus produtos.

♫*Isa Mar disse...

Oi Ana, passando pra agradecer seu carinho e te desejar uma ótima semana, beijos no coração!

Everson Russo disse...

Realmente existem muitas reações dadas pelo corpo que nem é preciso que a boca fale...beijos querida e uma bela semana pra ti.

tulipa disse...

Isso é que me dói...

Sou muito comunicativa
mas, nos dias de hoje
temos que viver de boca fechada...
fui chamada de "naif"
várias vezes
por me comportar como uma criança ingénua e, querer contar tudo o que a minha alma dizia e o meu coração sentia.

Agora procuro ser mais sensata.
Infelizmente as pessoas estão cada dia menos confiáveis.

HOJE descobri um poema, que começa assim:
É urgente
que uma alegria qualquer
me aconteça.

E, felizmente vai acontecendo...
este fim de semana fui participar no 1º passeio fotográfico deste novo ano.
Se quiseres espreitar, vem ao blog dos meus "Momentos Perfeitos" e verás!

Uma boa semana com muitos sorrisos, flores e poesia :)
Beijinhos

@ Escritora disse...

Olá!

Excelente texto, concordo plenamente com cada palavra!

Saudações

Daniel Silva (Lobinho) disse...

POr vezes sao os nossos proprios desabafos que nos acalmama, mas precisamos sempre do outro para nos realizarmos e mitigar a dor.

um beijo

Ane disse...

Isso acontece mesmo,é somatizar os problemas no corpo físico.Como é importante ter alguém pra desabafar,não é?Bjos pra vc!

Anne Lieri disse...

Ana,lindo demais esse texto e muito verdadeiro!Como o corpo sente quando nossa boca cala!Adorei a msg!Bjs,

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E também aos sinais
dos sonhos.
Penso que a ausência deles,
ocorre quando
estamos distantes de nós...

Que a chama da alegria
esteja sempre acesa em ti.

F@bio Roch@ disse...

Tudo de verdade!!..."Existem coisas que são tão claras que não as percebemos. Certa vez um homem ignorante saiu com uma tocha na mão procurando fogo. Se ele soubesse o que era o fogo teria cozinhado seu arroz bem mais cedo."(Confúcio)

Lilá(s) disse...

Esse texto é muito interessante! Adorei esses conselhos sábios.
Bjs

Sandra disse...

Também fiquei feliz em poder compartilhar..Não consegui dormir. Passei acordada. Mas tudo bem..
Hoje passei o dia correndo e revendo algumas coisas.

A boca cala e o corpo fala. Realmente é assim...
Um grande abraço,
Obrigada pela visita.
Sandra

Everson Russo disse...

Um dia repleto de paz e carinho pra ti minha amiga...beijos e beijos.

Luuh Oliivier disse...

Teexto muito Lindo' *--* Blog tá deez' ;D beeijos

Fernanda Reali disse...

ótimo texto. nao sei quem é o autor, mas a essência é a mesma dos textos da escritora Sonia Hirsch, que eu leio sempre.

um beijo e obrigada pela visitinha hoje!