quarta-feira, 27 de outubro de 2010

SETENTA VEZES SETE.


Temos o direito de errar
ao longo da nossa vida.
Guiados pelo coração ou
emoções que controlam
o que nosso juízo deveria
controlar, vamos de tropeço
em tropeço.
Não estamos condenados
eternamente porque somos
humanos.

Ao que não podemos, portanto,
é repetir vezes e vezes os mesmos
erros e achar a cada vez que tudo
pode ser justificado.
Erra? Pecar?
Faz parte, infelizmente, do caminho,
da quota de cada um.

Quando cometemos nossos delizes e
que a vida nos dá uma nova oportunidade
de recomeçar, é loucura pensar que o
perdão nos é devido indefinidamente e
querer, de forma absurda, atingir o
setenta vezes sete.

Cada pessoa e cada coisa tem seu limite.
Repetir erros e enganos contra os que
nos amam simplesmente porque sabemos
que um coração que ama sabe perdoar, é
abusar da confiança que depositam em
nós, é desrespeitar o outro como pessoa.

Suportar e suportar erros em nome do
amor pode parecer heróico.
O perdão é algo que exige de nós uma
força quase inumana e sabemos bem
que para realmente perdoar precisamos
abandonar o nosso eu que pede justiça.

Mas não temos o direito de brincar com
os sentimentos dos outros e nem permitir
que brinquem com os nossos.
Deslizar e cair uma vez, duas, pode acontecer,
mas à partir do momento que isso se torna
um hábito é que algo está muito errado.

Devemos aprender a dizer "não" quando
isso significa reivindicar o respeito próprio.
Cada um tem o direito de viver com
dignidade e não podemos ser nada para o
mundo se já não somos capazes de nos
olhar no espelho e sustentar nosso próprio
olhar.

Ame o mundo e ame os outros.
E ame-se também, assim como
amou e ama Aquele que te criou.

Perdoe e perdoe-se!
E não pare no caminho,
nem olhe para trás.
Há diante de nós um
Éden que nos espera e
devemos viver de maneira
a sermos dignos de passar
por essa porta.


(Letícia Thompson).

Fonte da imagem:

http://www.google.com.br


AMIGOS:

Estarei ausentes por uns dias nas
visitas, tão logo possa irei visitá-los.

23 comentários:

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

OI ANA QUE TEXTO ÓTIMO FALA DO PERDÃO, COISA QUE AS VEZES TEMOS UM POUCO DE DIFICULDADE!
BEIJO

JOANA CAMPOS disse...

Oi Amiga, que texto ótimo....devemos perdoar sim...e se errarmos pedir perdão...mas cair na rotina do erro, aí já é Gritante né?


Muito bom o texto.

Bjs

Joana Campos

Sonhadora disse...

Minha querida Ana
Como sempre bons conselhos de vida.

Deixo o meu beijinho com carinho
Sonhadora

Flavio Ferrari disse...

Errar é humano
repetir o erro
é profano

sonho disse...

Errar é humano...perdoar é divino...
Beijo d'anjo

José Gonçalves disse...

Olá Ana,

Alguém perguntou um dia a Deus:

"Mestre, quantas vezes podemos errar?"

Ao que o Mestre respondeu:

"Setenta vezes sete!"

Porquê esta fórmula?

Não sei!

Nas Sagradas Escrituras porventura estará lá a explicação.

Talvez que nos devemos cansar de desculpar os erros a quem erra!

Talvez que nunca seja tarde demais para recomeçar de novo depois de errar pela sexagésima nona vez!

Talvez!

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Erico disse...

Oiê,

Então... Herrar é umano!
Mas perdoar... É Divino!!!

Beijos

Valéria Sorohan disse...

Ana, lindo texto hoje. O perdão nos dignifica, o perdoado também. Ninguém é perfeito, todos erram.

BeijooO*

Maria Letra disse...

Gostei deste texto. A despeito do facto de não gostar que me peçam perdão - não sei se devesse dizer isto - pois isso quererá dizer que fui, de facto, ferida por alguém, a ideia de que nunca sabemos se voltaremos a ser ofendidos, deixa-me receosa de continuar a confiar. Mas passo a vida a fazê-lo ... Só umas coisa não consigo ultrapassar ou perdoar: a ofensa moral. Defeito meu? Talvez!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Ana
Errar é humano, persistir no erro e falta de inteligência. Quem perdoa muitas vezes acaba perdendo o amor por si mesmo.
Bjux

alfa disse...

Amar para tudo é o melhor remédio, sem dúvida.bjinhos

TITA disse...

Perdoar e perdoar-se.Que tarefa árdua e sublime.Excelente convite para os dias de hoje.Um abraço.

Viviana disse...

Querida Ana linda

Vim avisá-la que tem um miminho para si no meu cantinho.
Beijos

viviana

Mari e Poly disse...

boa noite liinda...

erramos sim, afinal somos humanos...insistir no erro é que não dá...
mas devemos tirar algum apredizado, ele não deve ser um desperdicio...


abraço
Mari

Martinha disse...

Já Jesus dizia ao apóstolo que "não devia perdoar apenas sete vezes, mas setenta vezes sete", que é como quem diz, sempre! :)
Muito bonito, o texto. E a imagem, fantástica. Vou gravá-la e se calhar usa-la num post no meu blogue, se nao te importares. :)

Isa mar disse...

Belíssimo texto Ana.
Todos podemos errar,mas temos todos os dias a chance de nos tornar melhores e agirmos de uma forma mais digna.
O passado ficou pra trás, o importante é seguirmos em frente sempre buscando nosso aperfeiçoamento.
Beijos e boa noite amiga!

lucidreira disse...

Muita gente se esconde taras de um escudo invisível, pois não tem a coragem de perdoar nem mesmo um amigo que erra.
A humildade, o perdão são sentimentos divino.
Abraço

*Mi§§ §impatia* disse...

Com os erros é que aprendemos a acertar.....
Beijos e um lindo dia.

www.gloriosojesusblogger disse...

Ana , eu amei, conhecê-la e ainda não disse isso a você! Você é bonita, inteligente e talentosa ... uma pedra preciosa para nós! Obrigada, ao servir ao Senhor com seus doces poemas aqui postados. Eu aprendo muito!Beijos.

Viviana disse...

Querida Ana linda

Amiga

A amiga Fernanda deixou uma mensagem para si num comentário no meu blogue.

Estou orando para que o noso Deus de amor nos ajude.

Boa noite

Aqui é 1,37 e eu vou dormir.
beijo
viviana

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo o poema, é bom demais ler você, já sigo, tudo de bom pra você.

Eliane Gonçalves disse...

Uma vez em um grupo de estudos,uma pessoa falou: ..´.podemos errar a vontade então, pois temos toda a eternidade e inúmeras encarnações para concertar?..."

Nada disso, Deus é muito misericordioso, mas temos que caminhar para nossa ascensão, então errar é precisó, é, é preciso se perdoar, é, mas o fato é que quanto mais conhecimento temos sobre a espiritualidade, mais reponsabilidades assumimos sobre nossos erros...
Enfim, somos humanos, podemos nos permitir errar, mas o maior erro de todos é persistir no erro...

..."re"... disse...

Ana...

Não tenho medo de errar, errar é humano e as pessoas que mais erram são as mais sábias.

Pois é errando que se aprende e quem não arriscar nunca terá a chance de descobrir se daria certo ou não.

E saber perdoar é sublime.

Un beso