domingo, 18 de janeiro de 2009

VOSSOS FILHOS.

Vossos filhos não são vossos filhos

São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si
mesma.

Vêm através de vós, mas não de vós.

E embora vivam convosco, não vos pertencem.

Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não
vossos pensamentos.

Porque eles têm seus próprios pensamentos.

Podeis abrigar seus corpos, mas não suas
almas;

Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
que vós não podeis visitar nem mesmo em
sonho

Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não
podem fazê-los como vós,

Porque a vida não anda para trás e não se
demora com os dias passados.

Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são
arremessados como flechas vivas.

O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito e
vos estica com toda a sua força

Para que suas flechas se projetem rápido e para
longe

Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro
seja vossa alegria;

Pois assim como Ele ama a flecha que voa,
ama também o arco que permanece estável.


(By Gibran Khalil).

35 comentários:

Águas de Março disse...

Esta poesia me trouxe lágrimas aos olhos. Perfeita!
beijos

Málvadinha disse...

To passando pra dar um Oie!! Uma ótima semana pra vc!!

Bjs

Tata disse...

Oi Ana,

Apesar de não ter filhos, concordo que filhos são lançados à vida, ao futuro, que tem personalidade própria,que mesmo de longe depois deles alcançarem seu voo, amamamos eles daqui mesmo de longe!

bjinhos

Nanda Assis disse...

hum me sinto assim, amando a flecha que voa e o arco que permanece estavel.

bjosss...

Gilbamar disse...

Li O Profeta na minha adolescência, e essa citação de um trecho do livro, em especial com esse título "Vossos Filhos" sempre me causou um grande fascínio pelas verdades que encerra. Fez-me bem reler e recordar.

Fraternal abraço do amigo Gilbamar.

paula barros disse...

Tento criar a minha filha com esse sentido.

abraços

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Ana!Apesar de conhecer o texto de Gibran,há dias em que certas palavras penetram mais em nossas almas.Realmente "nossos filhos não são nossos filhos"!

Um beijo comovido amiga,Sonia Regina.

Franzé Oliveira disse...

O que nos mantêm presos aos nossos pais é a certeza de ser protegidos, mas, somos filhos do mundo. Usamos nossos pais apenas para vir. O nosso destino, como se diz é nosso. Mas quem nos lança para a vida são eles.

tossan disse...

Filhos? Não sei não os tenho, mas sei o que estou perdendo. Bj

PALAVRAS disse...

COMO O PRIMEIRO COMENTÁRIO: LAGRIMAS NOS OLHOS, LENDO SUPERFICIALMENTE PQ AGORA ESTA TARDE VEJO TANTA VERDADE E AS QUE TEMO PELO MEU FILHO. AQUELE QUE AGORA POUCO BEIJEI, ABRECEI, DISSE: LINDO... ELE NÃ ME PERTENCE.

Luciana Horta disse...

Gibran sempre me emociona. Este texto é simplesmente tudo. Sempre quando um alguém próximo está para receber um filho, encaminho este texto. Está guardado a sete chaves!

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Gibran Khalil é um grande poeta... Um verdadeiro sábio!
O texto dele é primoroso!

beijos e borboleteios

PURO AMIGO disse...

Olá Bom dia
Na verdade os filhos têm vontades próprias de cada um, nada os demove apenas os podem tentar impedir de as realizar.
Amizade
Miguel

Anita disse...

Pessoas especiais como tu, têm em si a essência da amizade, para perfumar o mundo com amor verdadeiro.
Pessoas especiais são como anjos, com dedos de condão, para tocar com magia o semblante dos que amam.
Pessoas especiais são dádivas de Deus, para abençoar os caminhos daqueles que cruzarem o teu caminho.

Uma semana cheia de bênçãos.
Beijinhos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Obrigado pelo selo amiga!!!

disse...

Ufa, arranjei um momento para visitar este blog que tanto adoro!

Lindo texto como o custume!

Linda semana pa vc!

Beijo,
I(nê)s

Olavo disse...

Filhos..as melhores coisas que ja fiz na vida..
otima semana minha amiga
beijão

Valter Montani disse...

Olá minha querida, tudo bem?

Eu fiz alguns Selos para os Blogs amigos e parceiros, estão no link abaixo, esteja a vontade para aceitar ou não, mas não deixe de dar uma olhada, bjs e boa semana.

http://valterpoeta.blogspot.com/2009/01/meus-presentes-para-seu-blog.html

Valter Montani disse...

Quanto a Gibran ele é tudo de bom, grande sabedoria, bjs

Déia Arakaki disse...

Oi aninha bom dia querida!!

Eu já conhecia este texto..
E como tantos outros esse texto fala por sí proprio.

Beijos e otima segunda querida!!

Verônica disse...

Tenho a mesma impressão, a cada dia q se passa vejo a minha filha se tornando independente e é assim que quero q ela seja...
Quero ajuda-lá, indicar o caminho certo, mas deixar pra ela saber se quer segui-lo...
Tenha uma ótima semana!!!
Beijossss

neide disse...

Querida Aninha, não tenho filhos, mas sempre achei que eles nos são dados para cuidarmos, orientá-los e deixá-los seguir seus caminhos, como nós fomos aos nossos pais e agora,já adultos, seguimos nossas próprias trilhas. Eis o ciclo da vida.

Tenha uma excelente semana.

Bjss amiga

Lucí disse...

Ola amadinha..

Ja que nao tenho filhos, vamos ao ponto de vista dos filhos. MInha mae nunca entendeu que filhos sao para o mundo, apesar disso, ela me permitiu sair da barra de sua saia e fazer minhas proprias escolhas..

Apesar de eu sentir que ela sempre sofreu com isso...

Bjitos amada, otima semana pra ti, peguei o presentinho e fico agradecida..

Adoro-te.

Gabi disse...

amo isso.
já inclusive postei no meu blog
o paraninfo da minha formatura de conclusão de ensino médio leu isso.
lágrimas certas

Monique Lôbo disse...

Oi Aninha, minha mãe ta precisando ler esse texto. Ela acha que pertenço a ela, ja que saí dela, sou dela!rs! Quer controlar e decidir o que é melhor pra mim, mesmo que esse melhor não seja o meu melhor. Sei que ela faz isso por amor, mas quero e vou decidir o meu caminho. Vou faze-la ler esse texto por várias vezes, quem sabe ela absorve essa mensagem!rsrsrs!!!

Bjãoo

Marcelo Martins disse...

Linda essa comparação entre o arco a flecha, os filhos e os pais.
Uma das melhores definições que já li sobre a paternidade.
Tenho filhos e sei bem que todas essas palavras são absolutamente verdadeiras.

Beijinhos

Ane disse...

Seu blog sempre tem belos textos,parabéns!Um grande beijo e boa semana pra vc!

Claudia Goulart disse...

Olá querida! Tenho tido pouco tempo de deixar comentários.
Voltarei assim que as férias acabarem.
bjs e saudades

Branca disse...

Lindo texto... na minha adolescência li todos os livros dele...adorava, e no natal ganhei de uma amiga "As cartas de amor do Profeta Gibran", que é de uma sensibilidade extrema...recomendo!!!

Boa semana pra vc,
bjo carinhoso.

disse...

Eu acho que vc está certa...mas de quem será mesmo??

Fica o desafio no ar!!

Beijo e otima semana de luz!

Pico minha ilha disse...

Obrigada Ana amanhã passo com mais calma.Um beijo enorme

Dennys Reys disse...

Os filhos são novas mudas de seu pais. Plantas estas que fazem parte do mundo.

Eliane Santoro da Costa disse...

Maravilhoso texto de Gibran!Que bom poder relembrá-lo.
Simplesmente preparamos os filhos para o mundo.

Beijins de luz!

Ana Paula Duarte disse...

Olá amiga, tou volta sim, xará!!
hehe
Boa semana para ti!!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi Ana
Adoro esse poema do Gibran...
Sábado eu fiz uma palestra sobre família e declamei esse poema!Lindo demais.
beijocas

Marlene Maravilha disse...

Que beleza! Eu conhecia, mas é sempre bom reler.
Já vou concretizar os teus selos e mimos ok? Já tem metade lá. O post vem em seguida. Obrigada querida!
Uma sexta feira cheia de amor!
beijos