terça-feira, 13 de janeiro de 2009

QUEM EU SOU?

Quem Eu Sou?

Querem saber como vivo?
Lhes direi...

Vivo do vento que me mantém lúcida e
acordada para que eu não adormeça na
caminhada.

Vivo do mar que me limpa do cansaço da
luta e me recompõe para que eu
continue.

Vivo das cores que me ensinam os
remédios e os alimentos para que eu
sobreviva forte para trabalhar.

Vivo da riqueza do meu melhor esforço,
meu amor.
Planto-o por onde passo, não perco nem
mesmo a terra de um vaso quebrado,
pois ali a semente germina.

E sou feliz assim.
Sou simples, pois preciso de pouco.
Sou calma, pois aprendi a esperar.

Tudo vem.
E o campo arado e adubado produz
coisas melhores, que valem a pena ser
preservadas.

Falo pouco, pois optei por grandes
ocupações, como um trabalho escolhido
de ouvir e por isso não me sobra tempo
para as palavras.

Penso muito, mas corretamente.
Desejo só o necessário, ocupo pouco
espaço e por isso não sofro por possuir.
Sou feliz, sou abençoada, sou
reconfortada e apreciada.

Querem saber quem sou eu, já que
sabem como vivo?
Eu sou " A Paz "


(Desconheço o Autor)

23 comentários:

PURO AMIGO disse...

Olá. Boa Noite
Algo a perturba, desejos de paz é o que desejo.

Ès com certeza tudo isso,
E acrescento nisso algo mais,
Que ainda talvez não disse.
...........................
O valor que é ser-se teu bom amigo
Ó tão grande e belo ser prodigio.

Amizade
Miguel

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Ana!Belo texto e tão fácil encontrar o que apregoa:A paz!

Que ela esteja,sempre,com você,querida amiga.

Beijos de paz,Sonia Regina.

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Ana!

Aquele que sabes quem és e que sabe dar valor as coisas simples e alegres da vida, já não precisa de muita coisa para viver.

Apenas de amor e de amar a si mesma.

Lindo texto e muito inspirador também, como sempre uma boa leitura.

beijos Ana.

Átila Siqueira. disse...

Deixei um presente para ti, amiga.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Theresinha Coelho disse...

Adorei o poema, sabe fez me lembrar de algo que derrepente nem tinha nada haver, mas ao ler me bateu uma velha recordação de muitos anos. Meu irmão sempre me dizia que eu era o vento ou a brisa que vem do mar, por onde passa deixa marcas, jamais passa desapercebido, derruba tudo e assim como vem muda de rumo repentinamente e vai, sem aviso.Incerto e inseguro, mas marcante.
Vê uma coisa que nada tinha haver com o poema mas derrepente veio a saudades do mano.
Suas publicações tem o dom de mexer com um lado mais profundo de cada um que as lê.
Bjs com todo meu carinho
Theresinha Coelho

Sonia Schmorantz disse...

Amar o Mar
Regina Bertoccelli

Contemplar o mar, deixando suas ondas molharem
o meu corpo todo
Me perder em sua profundidade, invadindo suas águas
Banhar meus sonhos e me sentir renovada
Permanecer em sua quietude,
deixando o tempo passar, acontecer ...
Curtir esta paz, este silêncio,
ouvindo apenas o marulho das ondas
Que se agitam e docemente vão morrer na praia
E mergulhar...
E me deixar levar...
Flutuando, solta, perdida...
Apenas olhando...
Apenas sentindo...
Apenas amando..

Com este poema, deixo um beijo de boa quarta feira. Parabéns pela escolha do teu poema

Nanda Assis disse...

adoro este blog, pq a decoração dele me lembra maktub do paulo coelho e tbm trz sempre belos ensinamentos assim como este livro que é meu livro de cabeceira.

bjosss...

Anita disse...

Nunca desanime!
Diante dos obstáculos, tenha uma atitude positiva.
Antes de tudo acredite!
Acredite na sua força.
Escute a palavra amiga.
Entregue-se nas mãos de Deus...

Um dia muito maravilhoso.
Beijinhosss
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal

Juliana 3MP disse...

Oi amiga, tudo bom???

Agora que to com tempinho pra visitar os amigos.

Saudades

Franzé Oliveira disse...

Eu vi em um filme essa frase: "as pessoas mais felizes no mundo muitas vezes terminam o dia limpando o chão". Onde está a felicidade? Esse estado de espirito que é germinado onde agente menos espera.

Beijo com ternura.

Elma Carneiro disse...

A vida.
Uma das melhores coisas da vida é fazer um amigo.
Obrigada pela vista.
Estou apenas começando com Espaço das Artes, e espero mais você por lá quando quiser, prazer imenso para mim.
Bjs

Vanessa. disse...

A Paz, uma das, senão a MELHOR COISA DO MUNDO!

Isa disse...

Bom diaaaa.
Amigo é tão bom ter!
Estou melhor,felizmente.
Logo mais deixo palavrinhas.
Agora...deixo carinho.
Beijoo.
isa.

Déia Arakaki disse...

Bom Dia Ana!!

Lindo texto..
Com a Paz, o Amor e á Saude Temos tudo!!!

beijos

paula barros disse...

Que a paz possa nos fazer ser melhor e nos habitar.

Lindo texto!

Carmem disse...

Amiga...que bom receber tua visita e teu carinho...oObrigada!!!


Teu Blog é muito lindo... gosto de vir aki...

Beijos

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Cheguei a imaginar que fosse um Poema Zen, pois apresenta muito dessa Filosofia Oriental, principalmente a necessidade de SILENCIAR e acalmar a mente.
Parabéns, pela escolha apropriada do texto, Ana!!!
Abraços e muito carinho

Verônica disse...

Lindo...
A paz que procuro é aquela que tem dentro de mim, ficar em paz comigo mesmo, sem precisar de preocupar...
Paz na minha vida...
Paz de espírito...
só isso...

Lucí disse...

A paz que o mundo ta precisando..

Bjoss..

disse...

Tu és alguém muito querido!!!

Alguém especial!

Beijinhos amiga,,,,adoro vc,,,,,boa semana pa vc!

Conde Vlad Drakuléa disse...

E eu vivo das palavras escolhidas por ti Aninha, que me mantém lúcido, sereno e otimista, obrigado querida Ana, lindo de morrer, e beijocas novas do conde ^^

Gabi disse...

venha e entre pela minha vida...paz!

Tata disse...

Oi,

Nossa que lindo esse texto!
Que a paz germine dentro de cada um de nós!!!
Bjinhos e uma ótima tarde para vc!