segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

VIDA PASSAGEIRA.


Se pudéssemos ter consciência do quanto
nossa vida é passageira, talvez pensássemos
duas vezes antes de jogar fora as oportunidades
que temos de ser e de fazer os outros felizes.

Muitas flores são colhidas cedo demais.
algumas, ainda em botão. Há sementes que
nunca brotam e há aquelas flores que vivem
a vida inteira até que pétala por pétala, tranquilas
vividas, se entregam ao vento.

Mas não somos adivinhos, não sabemos por
quanto tempo estaremos enfeitando esse jardim
e tampouco aquelas flores que foram plantadas
ao nosso redor. E descuidamos. Cuidamos pouco.
De nós, dos outros.

Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos
minutos e horas preciosos.

Perdemos dias, às vezes anos. Nos calamos quando
deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos
ficar em silêncio.

Não damos o abraço que tanto nossa alma pede
porque algo em nós impede essa aproximação.

Não damos um beijo carinhoso "porque não
estamos acostumados com isso" e não dizemos
que gostamos porque achamos que o outro sabe
automaticamente o que sentimos.

E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e
adormece e continuamos os mesmos, fechados
em nós. Reclamamos do que não temos, ou
achamos que não temos suficiente.

Se Deus criou as pessoas para serem amadas
e as coisas para serem usadas, porque será
que amam-se as coisas e usam-se as pessoas?

Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos.
Nos consumimos. Costumamos comparar nossas
vidas com as daqueles que possuem mais que
a gente.

E se experimentássemos nos comparar com
aqueles que possuem menos? Isso faria uma
grande diferença.

E o tempo passa...
Passamos pela vida, não vivemos, sobrevivemos,
porque não sabemos fazer outra coisa.

Até que, inesperadamente, acordamos. E então
nos perguntamos: E agora?
Agora, hoje, ainda é tempo de reconstruir alguma
coisa, de dar o abraço amigo, de dizer uma palavra
carinhosa, de agradecer pelo que temos.

Nunca se é velho demais ou jovem demais para amar,
dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.

Não olhe para trás. O que passou. Passou.
O que perdemos, perdemos.
Olhe para frente!

Ainda é tempo de apreciar as flores que estão
inteiras ao nosso redor.
Ainda é tempo de voltar-se para Deus e agradecer
pela vida, que mesmo passageira, ainda está em nós.
Pense!...
Não o perca mais!...

(desconheço autoria).

Obs: caso alguém saiba quem é o autor(a), desse
texto avise-me para que possa dar os devidos créditos.

Fonte da imagem:

http://www.google.com.br


Luz, Paz, Conforto/ Santa Maria.


29 comentários:

LOURO disse...

Olá Ana!!!

Bela postagem...Parabêns!!!

Se pudéssemos ter consciência de quanto a nossa vida é passageira...
Mas não somos adivinhos?

Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

wcastanheira disse...

Um mimo da delicada poetiza, gosto muito de andar por aqui e qdo encontro estas pérolas q me fazem meditar, gosto mais ainda pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssssss

Claudete disse...

Olá Ana ...muito pertinente esta postagem considerando o momento que vivemos, já conhecia o texto, mas desconheço a autoria. Acho-o simplesmente perfeito e sempre atual ,vale como reflexão sobre o nosso hoje. Beijos.

Sotnas disse...

Olá Ana, desejo que tudo permaneça bem contigo!

É assim a vida, uma bela manhã nós acordamos, e vamos procurar alguém que muito gostamos de ter por perto, mas nunca dissemos o quanto ela importa, mas, ela já não está por cá, pois já findou sua passagem por aqui, e então percebemos que a vida é intensa, e que deve ser vivida com tal intensidade.

Sempre fazendo belas escolhas para compartilhar com os amigos, e assim expressas sempre a tua sensibilidade, bem como o teu deveras bom gosto, obrigado!

Agradeço pela amizade e visitas e desejo que você tenha em teu viver sempre esta felicidade intensa, grande abraço e até mais!

Anne Lieri disse...

Ana,que bonita e tocante msg!Muito apropriada para esse momento de luto e pesar que nosso país está vivendo!Bjs e boa semana pra vc!

isa disse...

Com a sensibilidade a que nos habituou leva-nos a pensar numa grande realidade.
Beijo.
isa.

Wanderley Elian Lima disse...

a vida é muita curta para perdemos tempo com problemas pequenos. O importante é não ter medo de ser feliz.
Bjux

Hugo de Oliveira disse...

A vida é passageira e por isso, devemos viver, ser feliz, fazer o bem se olhar a quem, prezar pela paz e o amor entre as pessoas...

Gostei muito do texto. Boa escolha.

abraços

Rô... disse...

oi minha amiga,

nesse momento de tanta tristeza,
deixar o coração falar e refletir...
lindo texto!!!

beijinhos

Maze Oliver disse...

Lindo demais este poema!Vou levar para colocar no mural de minha escola. Posso?...Rs... Passando pelo CVC, para convidá-la a fazer parte da grande campanha de blogueiros, onde conhecemos novos amigos e trabalhos muito interessantes. Esperamos você! Bjs.

paulo disse...

Boa noite amiga querida! Venho através do CVC conhecer este maravilhoso espaço onde a delicadeza e a graciosidade exubera em cada detalhe. Parabens! Aguardo sua visita! Beijos e uma ótima quarta feira.:)

SIMONE PRADO disse...

Visita C.V.C...realmente verdadeiras palavras.Muitas vezes só damos valor depois que perdemos, quantas vezes machucamos e mesmo pedindo perdão deixamos um coração magoado e aflito pq temos um lado bom e o outro que não é tão bom assim. Onde falamos coisas que não queríamos dizer. Quantas vezes tão egoístas, tão julgadores....e no entanto tão humanos...felicidades. bjos.

dado disse...

Amigona, neste dia de hoje, quarta feira, seu blog será destaque no CVC,Campanha Visite e Comente. deso-lhe um ótimo dia

Vanderlei disse...

Bom dia, nossa de arrepiar esse texto parabéns, visita via CVC onde vc é a convidada especial, bjs no coração e afagos na alma.
Vanderlei

http://eloisafernanda.blogspot.com.br/ disse...

Linda reflexão para estes dias tão tristes...
Gostei demais do teu blog. Conheci através do CVC...
Beijinho, uma linda quarta!

Vanderléia Silva disse...

Que lindo o poema, venho do CVC deixar meu carinho aki.
Linda quarta pra vc.

Nos Amando... disse...

perdemos muitas coisas
as vezes, temos que aprender
a viver melhor.
lindo dia bjs

Gracita disse...

Oi Ana!
Um texto lindo e significativo para o momento de dor causada por esta tragédia. É um alento e um alerta para que cuidemos com mais amor do nosso jardim e também do próximo.
Uma visita pela CVC onde hoje você é a convida especial. Um abraço com carinho

Yvonne disse...

Amiga Ana! Realmente estamos de passagem neste mundo então nos resta vivermos cada dia como se fosse o último e dele extrairmos o melhor de nós. Que bom vc ter sido convidada no CVC assim pude conhecer seu cantinho lindo. Desejo à vc amiga um excelente dia. Com carinho. Beijos

Gotic disse...

Boa tarde amiga,lindo texto.Muito bom.passando para deixar um carinhoso abraço.

edumanes disse...

Venho do CVC,
Pelos caminhos da vida
Trago para você
Minha mensagem escrita!

Para você decifrar
Se assim o pretender
Aqui vim encontrar
O que de melhor no mundo haver!

Vou embora,vou partir
Com saudades de aqui voltar
Para a ver a sorrir
Noutro dia se calhar!

Vou colher uma flor
Mas não cedo demais
Para não causar dor
Desejos são normais!

Desejo uma linda tarte para você,
amiga Ana.
um beijo
Eduardo.

helenita disse...

oie vi voce no cvc como especial que chique parabens lindinha tenha uma noite abençoada

Val disse...

Boa noite Ana!!Bela escolha de postagem Ana.Temos que aproveitar intensamente nossas vidas.Porque agora estamos aqui e daqui alguns minutos ou segundos não sabemos.
Beijos com carinho!!!

ivaneuda disse...

Amei seu espaço, venho do CVC e adoraria que fosse no meu também, bjus e ótima quinta-feira.

Denise disse...

ola Ana vim do c.v.c
conhecer seu espaçoooo
que lugar encantador adoreiii sera muito bom tê-la conosco
compartilhando posts, alegrias, e novidades te vejo lá...
um cheiro la do flor!! adorei mesmo de coração seu post temos que aproveitar!

Silvana Haddad disse...

Olá Ana:
Eu já conhecia esse texto, mas é o tipo de mensagem que merece releitura.
Bjs.:
Sil

Marcia Melo Morais disse...

Maninha belo post, necessário neste momento e propicio.Bjo!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Diante da brevidade
da vida,
a fé e a alegria
andam de braços dados
com a nossa existência.

Assim é preciso
aprender e reentender
sentidos,
caminhos
e sentimentos.

Que todos os dias
os sonhos nasçam em ti,
como nasce o sol pela manhã...

Eliane disse...

Ana!
Você soube escolher tão bem a postagem para esse momento que estamos vivendo tão solidariamente com Santa Maria.Teríamos que ter em mente esse texto todos os dias para fazermos dele vida.
Grata pela postagem tão significativa!
Beijinhos,amiga!