terça-feira, 16 de outubro de 2012

VELHICE É SAUDADE...



Isso explica que haja jovens e mesmo crianças
que, tendo vivido só um punhadinho de anos,
já são velhos.
É que a saudade pode florescer já nas manhãs...
Percebi, então, que a velhice não era coisa nova.
Ela tinha morado sempre comigo.

Eu tinha saudade sempre, mesmo sem saber do que.
Saudade sem saber do que pode parecer contra-
senso, pois a saudade é sempre saudade de alguma
coisa: de um rosto, de um lugar, de um tempo passado.
Você nunca sentiu isso?

Uma saudade inexplicável de algo que não sabe
o que é? A saudade aparece, então, como tristeza
no seu estado puro, sem objeto.

Quando você sentir isso, não se aflija. É que os
seus olhos estão andando pelos bosques misteriosos
onde nasce a poesia.

São os bosques da saudade. Todos os poetas já
nascem velhos...


(Rubem Alves).

Fonte da imagem:

http://www.google.con.br

6 comentários:

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Adorei o texto...e saudade não tem idade...eu sempre tive e as vezes sinto saudade de algo que ainda não vivi, mas sonho!
Eu hem!
Beijos e te desejo uma ótima semana!
CamomilaRosa

isa disse...

Faço,muitas vezes,essa viagem ao passado.
Digo que é uma homenagem a pessoas
que contribuíram para eu ser o que sou.Ñ saudosismo patético,mas uma lembrança linda e que me conforta.
Beijo.
isa.

Luna disse...

o coração pode ser novo mas a alma velha e ela sabe onde procurar, bonito texto
bjs

Suelen Muniz disse...

Nossa que perfeito!
Engraçado que sinto muita saudade,de coisas,pessoas,momentos,talvez isso seja a poesia dentro de mim então.
A vida passa tão rápido que quando se vê num segundo mais tarde já vem saudade!
uma ótima semana,abraço,=)

Rosa Mattos disse...

oi Ana, muito bonito seu blog e interessante suas postagens.

Parabéns pelo destaque da semana lá no DADO.

Boa semana!! Tudo de lindo. ♥

Rosa Mattos
http://contosdarosa.blogspot.com

Marilu disse...

Querida amiga, a saudade já nasce conosco, e vamos te-la como companheira por toda a vida. Beijocas