domingo, 26 de setembro de 2010

O PESO QUE A GENTE LEVA.

O perigo da viagem mora nas malas.
Elas podem nos impedir de apreciar
a beleza que nos espera.

Experimento na carne a verdade das
palavras, mas não aprendo.

Minhas malas são sempre superiores
às minhas necessidades.

É por isso que minhas partidas e
chegadas são mais penosas do que
deveriam.

Ando pensando sobre as malas
que levamos...
Elas são expressões dos nossos
medos.
Elas representam nossas
inseguranças.

Olho para o viajante com suas
imensas bagagens e fico curioso
para saber o que há dentro das
estruturas etiquetadas.
Tudo o que ele leva está diretamente
ligado ao medo de necessitar.

Roupas diversas; de frio, de calor
o clima pode mudar a qualquer
momento!

Remédios, segredos, livros, chinelos,
guarda-chuva - e se chover?
Cremes, sabonetes, ferro - elétrico -
isso mesmo!
Microondas? - Comunique-me, por
favor, se alguém já ousou levar.

O fato é que elas representam
nossas inseguranças.

Digo por mim. Sempre que saio
de casa levo comigo a pretensão
de deslocar o meu mundo.
Tenho medo do que vou enfrentar.

Quero fazer caber no pequeno
espaço a totalidade dos meus
significados.
As justificativas são racionais.

Correspondem às regras do bom
senso, preocupações naturais para
quem não gosta de viver privações.

Nós nos justificamos.
Posso precisar disso, porque
preciso daquilo...

Olho ao meu redor e descubro
que as coisas que quero levar
não podem ser levadas.

Excedem aos tamanhos permitidos.
Já imaginou chegar ao aeroporto
carregando o colchão para ser
despachado?

As perguntas são muitas...
E se eu tiver vontade de
ouvir aquela música?
E o filme que costumo ver
de vez em quando, como se
fosse a primeira vez?

Desisto. Jogo o que posso no
espaço delimitado para a minha
partida e vou.

Vez em quando me recordo de
alguma coisa esquecida, ou então,
inevitavelmente concluo que mais
da metade do que levei não me
serviu pra nada.

É nessa hora que descubro que
partir é experiência inevitável
de sofrer ausências.

E nisso mora o encanto da viagem.
Viajar é descobrir o mundo que
não temos.

É o tempo de sofrer a ausência que
nos ajuda a mensurar o valor do
mundo que nos pertence.

E então descobrimos o motivo que
levou o poeta cantar:
"Bom é partir; Bom mesmo é
poder voltar"

Ele tinha razão.
A partida nos abre os olhos para
o que deixamos.
A distância nos permite mensurar
os espaços deixados.

Por isso, partidas e chegadas são
instrumentos que nos indicam quem
somos, o que amamos e o que é
essencial para que a gente continue
sendo.

Ao ver o mundo que não é meu eu
me reencontro com desejo de amar
ainda mais o meu território.

É consequência natural que faz o
coração querer voltar ao ponto
inicial, ao lugar onde tudo começou.

É como se a voz identificasse a raiz
do grito, o elemento primeiro.
Vida e viagens seguem as mesmas
regras.
Os excessos nos pesam e nos retiram
a vontade de viver.

Por isso é tão necessário, partir, sair
na direção das realidades que nos
ausentam.

Lugares e pessoas que não pertencem
ao contexto de nossas lamúrias...
Hospitais, Asilos, Internatos...

Ver o sofrimento de perto, tocar na
ferida que não dói na nossa carne, mas
que de alguma maneira pode nos
humanizar.

Andar na direção do outro é também
fazer uma viagem.
Mas não leve muita coisa não tenha medo
das ausências que sentirá.

Ao adentrar o território alheio, quem
sabe assim os seus olhos se abram para
enxergar de um jeito novo o território
que é seu.

Não leve os seus pesos.
Eles não lhes permitirão
encontrar o outro.

Viaje leve, leve, bem leve.

Mas se leve.


(Padre Fábio de Melo)


Fonte da imagem;

http://www.google.com.br

58 comentários:

Tere disse...

bela postagem, amei bejus tere,

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Lindo lindo lindo. E por vezes também viajamos com tralha dentro de nós, como orgulho, teimosia, soberba, odio, rancos, inimizade...

Enorme beijinho

Ivana disse...

Oi Ana,

Nos leva a pensar muito sobre da forma que vivemos, muito bom. Um abraço!

Lilá(s) disse...

Amiga adorei o post de hoje" e não é que ando a aprender a viajar leve! e cada vez me sinto mais leve...
Beijos

Irene Moreira disse...

Ana
Que texto bom de se ler e realmente eu sou uma dels que minha bagagem leva masi do que o necessário. palavras verdadeiras e sábias do Pe.Fábio de Melo.

Beijos e um bom domingo

Mônica disse...

Que engraçado. O padre dever ter visto minha mala.
Levei todas as roupas possiveis para ficar 30 dias. E fiquei 10.
Mas valeram o peso porque usei todas e não incomodei ninguem.
Mas ser leve é outra história. Só a Leila Ferreira pra contar timtim por timtim em seu livro.

Estou doida de saudade mas ficar na casa das tia não é elegante ir pra lan house.
Então tive que escolher. Mas todos os dias me dava uma coceirinha de fugir, mas e as tias poderiam não gostar!
com carinho cheio de saudade e de agradecimento pelas lindas palavras de voces
a amiga diaria MOnica

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Perfeição no texto, que nos faz viajar por infinitas vertentes.
Seja qual for a viagem ou o divagar, somos presos a muitas coisas que de fato nem iremos precisar.

Uma viagem leve, certamente nos possibilita retornar com a bagagem ainda maior.

Precisamos de espaço ao retornar, não se pode encher um copo se este já se encontra cheio.

Beijos!

ONG ALERTA disse...

Leva algum tempo para se aprender a se tornar leve em tudo, beijo Lisette.

Gis disse...

Amei o texto.

*_*

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Belo,belo e correto texto,na medida para mim,rsrs!


Digo sempre que ,olha que não é a mala, se eu quiser partir é só abrir a porta pois levo na bolsa tuuuudo que preciso e não preciso também ,mas não consigo retirar.

Lendo o texto me entendi melhor!!!

Um beijo e bom final de domingo!

Sonia Regina.

HSLO disse...

maravilhoso...esse poema.


abraços
de luz e paz

Suziley disse...

Livres e leves nessa grande viagem da vida. Um grande beijo no seu coração, Ana querida. Boa noite ;)

Eliane disse...

Postagem interessante!
E sempre acho que estou esquecendo alguma coisa.
Beijos!

Amanda Luna disse...

Que texto lindo, parabéns!! fiquei refletindo sobre o tamanho da minha mala.. as vezes acho que levo peso demais e desnecessariamente... vou ter que aprender a levar apenas o essencial!!!
beijuu
www.sermulhereomaximo.com.br

Cantinho She disse...

Que texto interessante... adorei!

Beijo, beijo minha querida e excelente semana!

She

Palavrácido disse...

Gostei, vim aqui e ver
não podemos nos esquecer,
temos que levar,
todo o amor que possuimos,
sem deixar, nenhum pedaço
para trás.!
Grande beijo, te sigo

Dan

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Ana.

Deveríamos reavaliar e desfazer-nos de muitas tranqueiras que apenas ocupam espaço e não tem utilidade nenhuma.
Assim poderíamos viajar com a alma e a mala mais leves.

Lindo texto! :-)



BOA NOITE E BONS SONHOS!!!



♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥






http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Kelly disse...

e olha que carregamos muito mais do que precisamos. beijos

Marcia disse...

Oi amiga...que saudades...agradeço seu carinho...realmente passei pela tempestade...mas hj o sol voltou a brilhar e devagar sigo minha caminhada...
Eu amo esse texto amiga...o power point dessa mnsgm é lindo de viver...não se se vc já viu...
Parabéns...seu blog está cada vez mais lindo ....
Tenha uma semana muito abençoada amiga e linda noite...
E precisamos marcar de nos encontrarmos né...nem parece que moramos na mesma cidade...
Bjs amada...

Maria Lúcia disse...

Oi
Só levo o cartão
de credito pra poder
comprar o que preciso. rs rs rs...
Beijos...
Lúcia.

Cantinho da Cê disse...

Que linda postagem Ana,

O importante é viajar, num lugar bonito e com pouca bagagem...

Boa semana,

*Mi§§ §impatia* disse...

amiga querida, passando pra dizer que estou com saudades...... como vc ta?boa semana, beijossssssss

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Ebaaaaaaaaaaaaaaaa adoro quando você me visita:)
Tudo bem hoje com seu dia espero que sim...eu cheguei agora pouco estava com meu DONO nossa sei não mas acho que a terra balançou hj afff que dia...bom já vou te desejo uma bela noite e uma semana abençoada beijoss fica com Deus!

JOANA CAMPOS disse...

Que BElo post!

Bjs

Joana Campos

www.gloriosojesusblogger disse...

A vida é assim uma viagem...tudo acontece no momento certo, aprendemos um pouco com cada passageiro que nos acompanhar nessa viagem... e você Ana é uma passageira pra lá de especial, que nos ensina muito, com tudo o que você apresenta aqui, sabemos que doas o seu melhor pra nós, enfim o espaço é pequeno para dizer o quanto és importante.Beijos e tenha uma excelente semana.

Poeta del Cielo disse...

lindo sentir lindo poema lindas letras que tocan a alma...
saludos
linda semana
abracos

EduCaldeira disse...

Olá... tudo bem?
Vi seu Blog indicado no Orkut e gostei muito, de tudo.
Estou virando seu seguidor, pois estarei sempre por aqui.
Parabéns pelo trabalho e pelo bom gosto.
Saudações,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)
Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4691439143998052531

Lua Nova disse...

Esvaziar as malas e o coração para que tenhamos mais espaço para as coisa novas na mala e os sentimentos novos no coração.
Muito bom post.
Beijokas e uma semana linda pra vc.

Sônia Silvino disse...

Oi, Aninha!
Tudo bem?
Vim acabar com a saudade e trazer um presentinho:
Deixo para você um poema feito por mim!
Um abraço
Um abraço faz milagres...
Aquece a alma e o coração!
Não custa nada!
É só ter um pouquinho de boa vontade
e distribuir de montão!
Quando você abraça alguém
seu coração entrega um pouco de amor!
Quem recebe fica feliz
e quem abraça tem um dia encantador!
Transforme o seu dia,
transforme o dia de alguém!
Abrace com carinho e alegria!
Você vai ficar feliz também!
_____________________


Um abraço, graaande!
Boa semana!!!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

lis disse...

OI Ana
Hoje felismente posso vir ve-la
deixando um abraço carinhoso e ainda recuperando de uma forte gripe que me tirou de circulação .
boa semana e que nossas malas sejam leves como deseamos que seja nossa vida.
beijinhos

José Gonçalves disse...

Olá Ana,

Belo poema, bela Lição, belo ensinamento.

Não precisamos de ter medo da viagem, seja ela qual for.

Ao carregarmos demasiado a "mala", seremos impedidos de disfrutar tudo dado o peso imenso a que nos obrigámos antes mesmo do início da mesma viagem.

Nada como partir leve, leve como o vento, aceitando descobrir todos os encantos de uma nova viagem.

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo esse poema, vim conhecer seu blog, gostei muito mesmo. Se puder visite um de meus blog, ficarei feliz com sua visita.

http://palavrasnosventos.blogspot.com
http://ventosnaprimavera.blogspot.com
http://haikainosventos.blogspot.com

Valter Montani disse...

Boa semana minha querida, bjs

"Enquanto houver

Mulher e Flor:

Haverá magia, ardor,

o encanto e a poesia

perfume, desejo e amor!"


"A mulher e a flor

fornecem a fragrância

que acende a chama da paixão

que invade a alma

e o coração de quem ama."


"Quem duvida

da importância das flores

não é digno de sentir o perfume

e deleitar-se com suas cores."


"Assim como as flores:

As mulheres devem ser apreciadas

pois, vivem a nos encantar,

com paixão devem ser reverenciadas."


Valter Montani

Yolanda Hollaender disse...

Ana, tive o privilégio de sua visita ao meu blog e agradeço o carinhoso comentário deixado.
Aceitei com alegria visitar seu espaço e estou encantada com suas postagens.
Nesta, particularmente, identifiquei-me bastante porque acabo de voltar de viagem e o texto aborda os vários sentimentos que carregamos durante nossa estrada... Fantástico!
Meu afetuoso abraço,
Yolanda

Isa mar disse...

Ana, sou apaixonada por esse padre rsss ele tem uma pureza e uma sabedoria como poucos, encanta com seu olhar, com seu sorriso, com sua bondade e com sua luz!
Quando escuto ele falar uma imensa paz me invade, pois são os famosos anjos vestidos de roupagem humana!
Maravilhoso texto que nos leva a uma imensa reflexão para a semana
Desejo muita paz e luz pra você, beijos em sua alma!

Valéria Sorohan disse...

Pecamos pelo excesso de bagagem no sentido metafórico tambem.

BeijooO*

Everson Russo disse...

TEmos que ir retirando o pesso durante a viagem pra podermos apreciar o caminho....beijos de otima semana pra ti querida.

Ana disse...

Senti o texto!
Bjitos

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida

Muitas vezes, levamos na bagagem as pedras com as quais fomos feridos ...Entretanto, elas só nos farão cansar, ao longo do caminho...
Vim paralhe dizer, que :

Quando você chega, uma terna alegria anuncia sua presença, no meu coração.
Que a semana comece cheia de paz.
Beijo
Fátima Guerra

Nathália (Ná) disse...

Belo texto Ana, me fez refletir muito.

Uma semana maravilhosa pra você.

Bjs!

Mariane disse...

Incrivel, nunca havia refletido sobre o peso das malas...
Muito coerente!
Na minha próxima viagem, vou levar apenas uma bolsa de mão... e se faltar algo, compro no caminho....rsrsr
Abraços

Zil Mar disse...

Oi Ana....PARABÉNS !!!!

É um dos textos mais interessante que já li!

Sou a pessoa que quer levar tudo...

Foi pra mim este texto!

bjos querida...bom inicio de semana!

Zil

Ludmilla disse...

Ai eu juro que tento ter uma mala leve, mais insisto em carregar todo mundo dentro dela! tá dificil.

Silene Neves disse...

Oi Ana...

Vir aqui... é sempre uma bela viagem...

Obrigado pelo carinho de selecionar postagens tão maravilhosas para seus leitores...

Você possui uma alma generosa! E um coração nobre!

Deixo beijo
Com carinho
Sil
Sempre aqui

Insana disse...

è tanto pesso a nossa vida toda.

bjs
Insana

Livinha disse...

Carregamos no constante nossas mazelas e tão egoista que somos sequer percebemos que na medida que sairmos confortando outros pesos de malotes vários, esatamos aliviando os nossos...
Bela postagem minha querida.
Profunda e verdadeira.

Linda semana pra ti.
obrigado pela linda mensagem deixada lá em meu recanto.

Bjs

livinha

CARLA FABIANE... disse...

QUERIDA ANA!
...Obrigado pelo carinho !!! Deus lhe abençoe sempre e sempre !!!
precisamos nos reciclar constantemente, rever valores, nos liberta...
bjs...

Sara Pereira disse...

sim, sao os grandes sentimentos que tenho dentro de mim.
Obrigada pela visita, boa semana (:
Beijo

so sad disse...

carrego na minha mala, la no fundo, tristeza, duvida, desconfiança e dor.
mais em cima, ficam os momentos felizes que vivo, tem horas que nao sei o que pesa mais...
beijo!

Marilu disse...

Querida amiga, o que mais pesa em nossa bagagem são as coisas ruíns que carregamos dentro de nós, como ódio, amargura, mágoas...Tenha uma linda semana. Beijocas

Fernanda disse...

Querida Ana!

Também levo sempre mais do que preciso :(((((
Prometo sempre que será a última vez que o faço, mas logo volto a fazer o mesmo :)))

Vou-me livrando da tralha até ao dia que viajarei leve e feliz.

Beijinhos

Anne Lieri disse...

Aninha,que beleza de msg!Eu sou das que levam a casa nas costas quando viaja...esse texto veio diretinho pra mim!Adorei!Bjs,

RETIRO do ÉDEN disse...

Um texto muito original e simultâneamente muito actual, atendendo aos tempos em que vivemos.
Um corre, corre, para fdsemana,férias,pontes, mini-férias, estudo, trabalho...enfim, um sem número de ocasiões para enfrentarmos o desconhecido...
Está muito bem explicitado o que/ e como devemos encarar essas situações neste mundo tão global/actual.
Obga. pela partilha
Mer

AFRICA EM POESIA disse...

Com um beijinho


OUTONO


Estou a ver-te...
Árvore de Outono...
Porque estás nua?
Porque deixaste fugir
As tuas folhas...
E os teus ramos...
Ficaram secos e frios...
Longos e nus...
Porque deixas
Porque sofres?
Porque tem frio?

Porque...
É preciso renascer...
É preciso sofrer...
Para viveres novamente...

E assim árvore nua...
Vais voltar...
Mais frondosa...
Mais bonita...
E...
Vais estar outra vez...
Pronta para a nova Primavera...

LILI LARANJO

Esplendor da criação. disse...

Oi querida, que bom ligar o pc e receber uma mensagem dessas. Eu continuo dizendo boa noite, pois cumprimentar se chama AMIZADE! só liguei agora. Gostei d+ da sua mensagem. Do post tbm gosto dos livros do Pe. Fábio.É bem isto que acontece em nossas viagens, levamos mil coisas. A qui é assim. Brigadão, bjus.

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Ebaaaaaaaaaaa adorei te receber já estava saindo do Blog e resolvi ver de quem era o comentário rs eu também te desejo uma bela noite e até manhã se Deus quiser...
Beijoss:)

carmen disse...

Lindo texto... e verdadeiro!!!

Quantas vezes viajei e levei muitas coisas desnecessárias e que me atrapalhou a viagem. Peso inútil, afinal... rs

Mas ao voltar, dei muito mais valor às minhas coisas, ao meu cantinho, às pessoas que ficaram e me deixaram saudosa...

bjs

GRAÇA disse...

Adorei este texto ...e muito verdadeiro tocanos bem no fundo...
Bjs
Graça